Pesquisa da IGLTA avalia comportamento do público LGBTI+ em relação ao turismo pós-pandemia

A IGLTA, International LGBTQ+ Travel Association, divulgou uma pesquisa realizada com mais de 15.000 viajantes LGBTI+ para medir e avaliar o comportamento deste público em relação à retomada do turismo pós-pandemia. Com entrevistas feitas ao redor do mundo (os países com maior representação foram EUA, México, França, Brasil e Canadá), o levantamento mostrou que este público afirma o grande desejo de voltar a viajar ainda este ano, com protocolos e cronogramas bem estabelecidos e com foco nos altos padrões de higienização.

Sabido por todos, o turismo é o setor mais impactado pela pandemia e um “novo” normal é esperado. Por agora, ninguém sabe ao certo dizer como será essa nova rotina, mas o que se pode afirmar é que a forma como as pessoas viajarão irá mudar. No entanto, na retomada do setor, o público LGBTI+ se mostra como sendo um dos principais perfis a serem trabalhados.

Como dito pelo CEO da IGLTA, John Tanzella, “pesquisas anteriores mostram que a comunidade LGBTI+ é um segmento de viagens resiliente e leal, com tendência a viajar mais que os outros e que, por isso, deveriam ser uma parte valiosa dos planos de recuperação”.

Na pesquisa, 66% dos entrevistados disseram que se sentem confortáveis em viajar ainda em 2020, em que os meses de setembro e outubro aparecem entre os mais disputados, já 25% ainda se mostram indecisos. O alto grau de lealdade ao destino também aparece quando 46% dos entrevistados afirmam que não mudariam o local após a pandemia, enquanto  28% prefere mudar a rota.

Abaixo, veja mais dados da pesquisa da IGLTA sobre o turismo LGBI+ pós-Covid-19 foi realizada entre 16 de abril e 12 de maio:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *