Carta de Repúdio ao Ato e Resposta à Nota de Esclarecimento da Rádio Sananduva 97.7

A Câmara de Comércio e Turismo LGBT do Brasil, em primeiro lugar, repudia a resposta enviada à nossa Diretoria de Comunicação pelo e-mail [email protected], cadastrado na plataforma “Comunique-se 360” para recebimento de sugestões de pauta de Cultura em nome do veículo Rádio Sananduva 97.7 FM.

Em um material de divulgação do lançamento da 4ª edição da Conferência Internacional da Diversidade e do Turismo LGBT, enviado por nossa equipe de comunicação, constam as informações gerais sobre o evento de empresas, turismo e cultura LGBTI+. Como prática no jornalismo, o envio é feito para sugerir a pauta ao veículo, que decidirá se cabe em sua linha editorial e se há interesse na publicação sobre o assunto.

Em resposta endereçada ao e-mail do nosso Diretor de Comunicação ([email protected]), o responsável pela conta do e-mail supracitado respondeu com “enfia no r**o esse email seu b**ta.”.

Além do desrespeito ao nosso colaborador, repudiamos o fato de a resposta ter sido dada sobre uma sugestão de pauta que envolve a comunidade LGBTI+. O responsável pelo e-mail poderia apenas não publicar a pauta sugerida, se achasse que o assunto não cabe em sua linha editorial, ou não é de interesse do seu público, mas jamais responder de forma desrespeitosa e inadequada a um jornalista profissional. Lembramos, contudo, que o assunto é tão pertinente ao veículo que o mesmo publicou a nossa sugestão em seu site na data de hoje.

Em resposta à Nota de Esclarecimento que nos foi enviada e publicada nas redes sociais da rádio, esclarecemos:

  1. Em nenhum momento, tanto na ligação feita ao nosso Diretor de Comunicação por uma pessoa que se identificou como do jurídico da Rádio, quanto na “Nota de Esclarecimento”, esta se posicionou pedindo desculpas pelo ataque desrespeitoso e se solidarizando para com nosso colaborador;
  2. O envio da sugestão de pauta foi realizada para o e-mail [email protected] através da Plataforma “Comunique-se 360. Vale ressaltar que a referida Plataforma afirma que “Todos os contatos que estão no mailing foram autorizados e se em algum momento a pessoa não desejar receber ela pode nos contactar”. Além disso, no próprio e-mail disparado pela “Comunique-se 360” há a opção de cancelar a inscrição por um simples clique, de modo a não receber mais os conteúdos enviados pelo emissor. Cabe ainda ressaltar que a plataforma não permite aos usuários, de forma prévia, apurar se a hospedagem do e-mail é corporativa. É dizer: a Câmara de Comércio e Turismo LGBT do Brasil e seus integrantes não escolheram, deliberadamente, enviar uma sugestão de pauta a um jornalista da Rádio Sananduva 97.7 FM, mas o mencionado profissional se inscreveu em uma Plataforma de interação com operadores de comunicação, jornalistas, para RECEBER sugestões de pauta em nome da sua empregadora, a Rádio. Além disso, é muito comum o uso de endereços de e-mail em plataformas abertas por parte de jornalistas para comunicação profissional.
  3. Por isso, uma vez que o e-mail foi autorizado como forma de comunicação para receber sugestões de pautas endereçadas à Rádio Sananduva 97.7 FM, mesmo sendo do servidor “Hotmail” se configura como um e-mail utilizado pelo destinatário da mensagem como uso profissional. Vale ressaltar ainda que, como o mesmo está cadastrado em uma plataforma amplamente utilizada para divulgação de sugestões de pauta, dificilmente este teria sido o primeiro caso de envio de material para análise de pauta endereçada à radio.
  4. O próprio e-mail do dito radialista faz referência à Rádio ([email protected]). Acaso se tratasse de e-mail pessoal, por qual motivo o endereço faria essa referência?
  5. Na Nota de Esclarecimento é colocado, de forma errônea, que se tratava de um “convite para evento”. O e-mail era uma sugestão de pauta sobre o lançamento da 4ª edição da Conferência Internacional da Diversidade e do Turismo LGBT. E o que causou estranheza é que, minutos após a indigitada resposta injuriosa do e-mail e também da ligação de um suposto representante legal da Rádio Sananduva 97.7 FM, para nosso Diretor de Comunicação, esta publicou em seu site a matéria.
  6. Precisamos ressaltar ainda que, antes de uma nota formal endereçada ao Diretor de Comunicação da Câmara de Comércio e Turismo LGBT do Brasil e sua publicação nas redes sociais da Rádio Sananduva 97.7 FM, uma ligação ao telefone celular do referido Diretor foi realizada por uma pessoa que se identificou como representante jurídico da Rádio. Em tal ligação, reiteramos, não houve qualquer pedido de desculpas, além de ter havido ameaças de processos judiciais, acaso não fossem apagadas as postagens de suas redes sociais particulares, as quais, esclareça-se, desde logo, em momento algum acusaram a Rádio Sananduva 97.7 FM de qualquer atitude impertinente, mas pediam esclarecimento e posicionamento de vil ataque de um empregado seu. É de se lembrar, por fim, que as pessoas jurídicas respondem, sim, pelos atos de seus prepostos, funcionários, empregados, representantes etc.

Em virtude de tudo acima citado, acreditamos que ainda cabe à Rádio Sananduva 97.7 FM que afirma que “acredita que toda e qualquer forma de manifestação deve estar pautada pela racionalidade, educação e análise concreta dos fatos”, um pedido de desculpas público ao nosso Diretor de Comunicação, à Câmara de Comércio e Turismo LGBT do Brasil e a todos integrantes da comunidade LGBTI+.

Nos colocamos à disposição para dialogar a respeito.

Atenciosamente,  

Ricardo Gomes
Presidente da Câmara de Comércio e Turismo LGBT do Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *