Os desafios da população de travestis e transexuais no turismo

 Neste segundo dia da 4ª edição da Conferência Internacional da Diversidade e do Turismo LGBT traz a importância dos “Desafios da população de Travestis e Transexuais no turismo” e de que forma essas ações impactam suas vidas.

Dialogando sobre o assunto tivemos Ricardo Gomes, presidente da Câmara LGBT e Raquel Virgínia que é cantora, compositora e uma das fundadoras da banda ‘As Bahias e a Cozinha Mineira’, indicados ao Grammy Latino como Melhor Álbum de Pop Contemporâneo em Língua Portuguesa, com o disco ‘Tarântula’, fazendo história sendo as primeiras mulheres trans indicadas ao prêmio, ao lado de Assucena Assucena, vocalista.

    “Sempre que viajo há dois tipos de experiências das quais passo, quando estou com a produção e quando estou sozinha, em grupo dificilmente sou discriminada, sozinha sempre recebo comentários dos dais me associam a uma garota de programa” diz Raquel.  

    As empresas que trabalham com o turismo precisam criam ambientes seguros e receptivos para todos. Além disso, este setor precisa ter um maior conhecimento sobre diversidade, principalmente, se informar sobre pessoas Transexuais, Transgênero e Travestis, para entender o motivo pelo qual este público viaja. Os protocolos devem ser seguidos igualmente, independente da orientação sexual ou identidade de gênero que pessoas se identifica. “Quando entrei em um hotel, cheia de malas a espera de ajuda para conduzi-las fui ignorada, logo após entrou uma mulher cis branca com apenas uma mala e duas pessoas foram atende-las imediatamente”, relata Raquel, fazendo referencia má recepção há pessoas trans pretas.   

    A importância da contratação de pessoas trans em redes de hotéis e resorts é essencial para que as equipes estejam cada vez mais diversas e integradas ao movimento, para entender como é a maneira certa de tratar este público e para que o contato não seja desrespeitoso ou ofensivo. “Nunca fui recepcionada ou atendida por pessoas trans, em nenhum dos hotéis que me hospedei”, comenta Raquel. Existe uma falta de treinamento diverso, relacionado a todos os públicos, esse e outros fatores confirmam a necessidade da contratação desse público. “O turismo LGBT não é o turismo apenas relacionado ao público gay, são pessoas LGBT’s no geral, e as empresas precisam entender isso”, completa Ricardo.

    Fazendo referência a um bom atendimento, Raquel diz: “Quando não tinha meu rg retificado, já fui perguntada como gostaria de se chamada, e é esse tipo de tratamento que deve ser feito, com respeito”.

    Em considerações finais, comenta sobre seu novo projeto junto a Linn da Quebrada, a junção de 3 mulheres trans na música brasileira, o quão importante e significativo esta junção representa, e pede para que as pessoas se engajem ao mutirão para que a plataforma de streaming Spotify coloque esta música em destaque em suas playlists, pois nenhuma mulher trans foi colocada neste local de destaque, é preciso que haja essa representatividade. A música pode ser ouvida no perfil oficial da banda ‘As Bahias e a Cozinha Mineira’ no Spotify, a partir de amanhã, as 21 horas. Segue o link para conferir este projeto https://open.spotify.com/artist/7MKatfaGFrdd4jTZiwZW2K

A 4ª Conferência Internacional da Diversidade e do Turismo LGBT tem como patrocinadores masters a companhia aérea chilena Sky Airlines e o estado do Mato Grosso do Sul. Como Destino Convidado Internacional, Jungfrau, na Suíça. Já o Destino Nacional Convidado é o estado de São Paulo. Os patrocinadores são a NGLCC Global e Diversa Turismo.

Entre os apoiadores do evento estão: Air Canada, Visit Argentina, Bahia, Canopy, Encantos do Jalapão, Espanha, Fairmont Rio, Seychelles, Mondoramas, Orinter, Mônaco, Provence-Alpes-Côte d’Azur, Pullman Ibirapuera, Cidade de São Paulo, Stoli, Tulip Inn e Visual Turismo.

Nos Apoios Institucionais são: ABAV, Aliança Nacional LGBTI+, Brazilian Luxury Travel Association, Braztoa, Festival Mix Brasil, FESTURIS, Fórum de Empresas e Direitos LGBT+, IGLTA, Movimento Supera Turismo Brasil, Museu da Diversidade, Rio Convention & Visitors Bureau, Visite São Paulo e WTM.

O mídia partner do evento é o Panrotas e as câmaras apoiadoras: Cámara de Comércio LGBT Argentina, Cámara de Comércio y Turismo LGBT y Diversidad de Chile, Cámara de Comércio LGBT de Colombia, Cámara de Comércio Diversa Costa Rica, Cámara LGBT de Comércio Ecuador, NGLCC, Cámara de Comércio Inclusiva del Paraguay, Cámara de Comércio LGBT de La República Dominicana, Cámara de Comércio & Negocios LGBT de Uruguay e Federación Mexicana de Empresarios LGBT+.

Entre os agradecimentos: Centro Cultural da Diversidade, Secretaria Municipal da Cultura de São Paulo, Secretaria Municipal de Turismo de São Paulo e Sebrae.

Matéria escrita por Peter Silva – Comitê da Conferência Internacional da Diversidade e do Turismo LGBT

  

 

    

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *