Breda Lee recebe homenagem do Google

Acordamos nesta terça-feira, 29 de janeiro, dia da Visibilidade Trans, com a homenagem que o Google prestou a brasileira Brenda Lee, militante transexual, pioneira na luta contra a AIDS e no acolhimento de pessoas trans. O Google usou uma linda ilustração (foto) do rosto de Brenda para celebrar o Dia da Visibilidade Trans.

A pernambucana de Bodocó ainda na infância, adotou o nome social de Caetana. Aos 14 anos abandonou Pernambuco e veio morar em São Paulo e adotou o nome de Brenda Lee.

Considerada o “anjo da guarda das travestis”, Brenda comprou uma casa no Bairro da Bela Vista, onde acolheu o primeiro portador do vírus HIV em 1984, numa época em que havia pouca informação sobre a doença. Em 1986 criou a Casa de Apoio Brenda Lee, seu “palácio das princesas”, com objetivo de acolher e dar assistência médica, social, moral e material às pessoas com HIV. Em 1988, firmou convênio com a Secretaria de Estado de Saúde do Estado de São Paulo para acolhimento e cuidado de soropositivos.

O trabalho da ativista trans foi interrompido precocemente em 28 de maio de 1996. Brenda, então com 48 anos, foi assassinada. Com o assassinato de Lee, o espaço criado por ela se tornou uma organização não governamental. Em 2008, foi instituído o Prêmio Brenda Lee por ocasião das comemorações do Dia Mundial de Combate à Aids e aniversário do Programa Estadual DST/AIDS do Estado de São Paulo.

Entre 2011 e 2015 a Casa passou a oferecer apenas cursos.Em março de 2016, voltou a sua vocação original que é a de atender aos marginalizados pela sociedade. Recentemente, por não ter nenhum convênio que pudesse ajudar nos custos de acolhimento, a Casa deixou de abrigar a população trans e hoje está trabalhando em alguns projetos. Esperamos que em breve a instituição consiga voltar às suas origens e ao sonho de Brenda que é o de abrigar a população trans. População esta que as famílias e nossa nefasta sociedade colocam na rua.

Parabéns ao Google pela homenagem e nossa reverência a Brenda Lee, um anjo que veio à terra para cuidar dos menos favorecidos.

Salve Brenda Lee, o anjo que hoje brilha hoje em outras paragens mas que certamente continua a olhar pelos menos favorecidos!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *