22 de maio, Harvey Milk Day: o primeiro político gay a ser eleito nos EUA

“Todos os jovens, independentemente da sua orientação sexual ou identidade, merecem um ambiente seguro e solidário para que possa atingir todo o seu potencial”. Essas são algumas das mais emblemáticas frases de Harvey Milk, primeiro vereador gay a ser eleito nos EUA. Hoje, 22 de maio, é considerado o Harvey Milk Day, organizado pela Fundação que leva o nome do ativista, por ser data de nascimento de Milk.

Assassinado em 1978 por Dan White, um adversário político, o ativista dos direitos dos LGBTI+ nasceu em Nova York, mas mudou-se para São Francisco em 1972, mais especificamente para o bairro de Castro, região conhecida por ser um local de residência LGBTI+.

Durante toda a sua vida, Milk concentrou seus esforços em combater a restrição da liberdade, violência e preconceitos sofridos pelos LGBTI+. Com seu discurso de luta pelo respeito aos direitos civis a todos, Milk conquistou um público que o levou a assumir, em 1977, o posto de vereador na Câmara de São Francisco.

Entre as ações que lutava, o ativista era contra a Iniciativa Briggs, conhecida como Proposta 6, que visava despedir todos os professores/docentes homossexuais. Além de lutar pelas causas LGBT, onde pôde ser o responsável por rigorosas leis que defendem os direitos da minoria, Milk também defendia a melhora no ensino e infraestrutura das creches, além de oferecer opções mais baratas, e transportes públicos gratuitos.

Com menos de um ano na vida política, o assassinato do ativista levou milhares de pessoas às ruas. A tentativa era de calar a voz da minoria, mas Harvey Milk tornou-se um grito em busca de direitos iguais a todos. Como o mesmo disse, “a esperança nunca será silenciada”.

Considerado pioneiro na defesa dos direitos LGBT, Harvey Milk foi recentemente homenageado com um filme protagonizado por Sean Penn, que ganhou o Oscar pelo roteiro e também pela atuação do ator principal.

A data de hoje é mais um dia para reforçar tudo o que Milk pregou: “não é preciso nenhum esforço para dar às pessoas seus direitos. Não é necessário nenhum dinheiro para respeitar o próximo. Não existe nenhum acordo político para dar às pessoas, a liberdade. Não é preciso nenhuma pesquisa para acabar com a repressão”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *